SME 1 mês atrás

Professores dos Laboratórios de Aprendizagem Criativa participam de aula inaugural no SESI


por Rodrigo Kwiatkowski Silva em 14 de março de 2024

Professores dos 50 LACs da rede pública municipal de Ponta Grossa participaram de evento para abrir mais um ano de formação.

Os professores que atuam nos Laboratórios de Aprendizagem Criativa (LACs), projeto de inovação realizado pela Prefeitura de Ponta Grossa nas escolas municipais, participaram nesta quinta-feira (14) de uma aula inaugural para o ano de 2024. Neste ano, a Prefeitura irá completar a implementação dos LACs em 50 escolas da rede municipal.

A formação ocorre desde 2022, em parceria da Secretaria Municipal de Educação com o Serviço Social da Indústria (SESI). Por meio do curso, os profissionais se preparam para o ensino da robótica e da computação educacional presentes nos laboratórios. A formação envolve uma metodologia própria, criada junto com a equipe pedagógica da SME.

Iniciando o ano de formação, o grupo de profissionais participou de uma conversa sobre Robótica Educacional – trabalho que será intensificado ao longo do ano.

Para a prefeita Elizabeth Schmidt, o LAC representa mudanças que já são percebidas nas escolas da rede municipal e farão a diferença para o futuro dos estudantes. “As atividades feitas pelos nossos alunos e alunas em nosso modelo de laboratório têm proporcionado experiências extremamente valiosas para cada uma das nossas crianças. Para os professores, a cada dia oferece um novo desafio e eles estão demonstrando uma enorme competência para trabalhar nesta nova metodologia de ensino proposta pela nosso novo sistema”, analisa a prefeita.

Em 2023 foram iniciados os primeiros 15 laboratórios, com resultados bastante expressivos para os alunos. Em 2024 serão outras 35 unidades, conforme a secretária de Educação, professora Simone Pereira Neves. “Aceitamos o desafio de fazer diferente, inovando em sala de aula, sempre com o olhar da equidade e da inovação, visando à efetiva aprendizagem de todos os alunos e à valorização de nossos profissionais. Foi uma escolha que envolveu um grande esforço para equipar as escolas e desenvolver uma nova metodologia de ensino, que está sendo muito produtiva”, considera Simone.

Vânia Cristina Ferreira de Mello, da Escola João Maria Cruz, conta que este “é um sonho realizado”. “Como professores, nunca mais veremos a educação da mesma maneira que antes da formação. O mais encantador é ver o aluno ser o protagonista, deixá-lo tentar, admitir o erro, deixando de seguir fórmulas prontas e buscando novas formas de solucionar os problemas”, conta ela.

Daniele Harmatiuk, da Escola Rubens Fustemberg, será uma das novas professoras do LAC. “A proposta do projeto é muito boa, a gente vê a evolução das crianças e o desenvolvimento da criatividade. Usamos a interdisciplinaridade, com os materiais maker e o conteúdo que também trabalhamos em sala de aula. Esse formato desperta uma grande vontade de aprender nos alunos”, exemplifica.

Formação continuada

Reinaldo Rodrigues, coordenador de educação básica e profissional do SESI em Ponta Grossa, conta que o projeto está avançando muito rapidamente. “A evolução é muito boa, os professores vêm em uma crescente. Há dois anos começamos com uma turma e esta mesma turma está em seu terceiro ano de desenvolvimento. Temos hoje uma turma iniciante, outra intermediária e uma avançada. É um crescimento contínuo e a evolução é gigantesca. Quem ganha são os alunos da rede pública municipal”, considera.

Letícia Pacheco Wendler, professora do LAC da Escola Municipal Maria Antônia de Andrade, conta que os alunos desenvolveram a oralidade, o senso crítico e a responsabilidade. “Ajudou muito a todas as crianças da escola. Percebemos um grande avanço no pensamento crítico e na expressividade. Eles sabem que precisam chegar ao final com um projeto pronto, então precisam vencer todas as etapas e são os grandes responsáveis pelo trabalho”, finaliza.

comment Comentários:




Secured By miniOrange